terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Mais um amor

Filha, a gente tentou te manter longe desse amor bandido por experiência própria nossa. Por sabermos que trata-se de uma paixão avassaladora, que extrapola limites e rompe paradigmas.

Chegou a hora, mais cedo do que gostaríamos. Mas chegou. Você nunca o havia visto, nem sabia de sua existência nem de seus efeitos colaterais.


video

E você se entregou aos deleites dessa paixão - que certamente será ponderada enquanto depender de nós, seus pais.

video

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Toc toc... Tem alguém aí?

Filha,



Não pense que nada de relevante aconteceu nesse último mês. Ao contrário: foi tanta coisa que não consegui organizar as idéias para postá-las aqui, para você.

Como o tempo tá reduzido, vou listar:

. Você aprendeu a fazer "não" com a mãozinha. Levanta o imponente indicador e chacoalha de um lado pro outro. Muito bem.

. Aprendeu, também, a pedir silêncio. Coloca o mesmo indicador (com imponência maior ainda) em frente à boca e faz um "psiiiiiuuu..." interminável e estonteante.

. Já diz, também, que vai fazer 1 aninho. Com o mesmo indicador, é claro.

. Foi ao aniversário da prima Maria Júlia e AMOU a piscina de bolinhas.


. Segurou o Natan no colo, como se ele fosse o único bebê da história.

Que delícia é te ver crescer.